Serviço

Iluminação

Iluminação IDEAID arquiteto

A Importância da Iluminação Natural

 

A iluminação solar, também conhecida como iluminação natural, sempre fez parte do dia a dia do ser humano, tanto para ditar o ritmo de vida (ciclos circadianos) quanto para estabelecer o conceito de tempo para a sociedade. No entanto, há cerca de dois séculos, a presença da iluminação artificial substituiu as grandes janelas e espaços abertos, tendo como alternativa o uso de lâmpadas em tempo integral.

 

Embora essa tecnologia tenha oferecido maior liberdade ao homem, não consegue oferecer os mesmos benefícios da luz natural, além de ocasionar aquecimento do espaço e ter um valor muito alto, tanto para uso quanto para manutenção. Diversas pesquisas indicam que a luz natural faz bem para a saúde, aumentando a disposição e, quando posta em ambientes de trabalho, aumentando também a produtividade.

 

As partículas de luz emitidas pela iluminação natural fazem com que o cérebro humano tenha uma percepção mais ampla sobre o ambiente, o que é ideal para ambientes comerciais e espaços de trabalho. O uso da iluminação natural, além de financeiramente viável é, portanto, uma excelente estratégia de marketing.

 

 

Por Que Valorizar o Uso da Luz Natural em Edificações?

 

Com isso em mente, o arquiteto deve analisar as possibilidades de inserção da luz natural em seu projeto. Ao permitir a entrada de luz solar, haverá diretamente uma economia do uso de energia elétrica, tanto pela redução de luzes artificiais quanto pelo uso do ar condicionado, uma vez que a iluminação natural não gera calor quanto lâmpadas comuns.

 

Além disso, o uso da energia solar, seja através de painéis coletores de energia ou na substituição de lâmpadas, é uma atitude ecologicamente correta e proporciona um ambiente mais confortável e saudável.

 

O Brasil, por exemplo, é um país com alta incidência solar, logo, cabe aos arquitetos e designers aproveitar tal oportunidade e gerar ambientes diferenciados que integram as vantagens de sua localização no globo com o bem-estar daqueles que habitarão o espaço em questão.

 

 

Estratégias de Projeto e Alternativas à Iluminação Artificial

 

O grande truque para valorizar a iluminação natural está em manipular a entrada da luz de modo a fazer com que a mesma alcance uma maior profundidade sem perder sua intensidade. Nesse caso, o arquiteto deve analisar as dimensões do espaço e optar entre o uso de materiais refletores e absorventes de luz, para que a luz seja difundida de forma equilibrada, ou então realizar alterações estruturais, como modificações em janelas e paredes.

 

O vidro também faz diferença no dia a dia, pois é através dele que a luz chegará ao ambiente. Em locais com alta incidência solar podem ser utilizados vidros difusos e que diminuem a intensidade da iluminação. 

 

Também há a possibilidade do uso de Clerestory Windows, painéis refletores, claraboias e prateleiras refletoras, mas de nada adianta instalações modernas e sustentáveis sem a conscientização adequada dos usuários. Portanto, é preciso ensinar o uso adequado da iluminação artificial ou automatizar o processo através de sensores.

 

Para ter certeza acerca do projeto, o arquiteto pode simular com programas e cálculos, o nível de incidência solar em cada espaço, verificando quais materiais são mais viáveis para a obra e encontrando soluções para otimizar o espaço sem perder o estilo.

 

Design de iluminação é a área do design que se ocupa do projeto do uso da luz interna e externa dos ambientes, com fontes naturais e artificiais.

 

Pode ser atribuída também à profissão Designer de Iluminação, cujo trabalho consiste em planejar e esquematizar a iluminação de residências, jardins, grandes construções, eventos, shows. 
Alguns itens muito comuns no Brasil para o Designer de Iluminação são: plafon (de teto), arandela (de parede), pendente (de teto), lustre (de teto), embutido (de teto, parede, chão), espeto ou projetor (de chão, utilizado muitas vezes na grama), abajur (de mesa), coluna (de chão). 

 

Os materiais mais comuns nesses itens são chapa de alumínio (muitas vezes polido para oferecer maior brilho a peça), vidro (podendo ser temperado, fosco, leitoso), cristais, madeira, tecido.

 

Para o profissional de Designer de Iluminação uma ferramenta chamada mesa de luz ou Painel de Luzes, é necessário prioritariamente para planejar eventos e shows. 

 

Para o profissional denominado Light Designer, mais especializado em projetos de iluminação residencial, muitas vezes pessoa entendida de arquitetura ou de decoração de interiores, uma ferramenta chamada luxímetro é importante afim de analisar e fornecer luz suficiente e confortável para o uso no espaço.

 

Diversos tipos de lâmpadas podem ser utilizadas, conforme a finalidade podem ser utilizadas lâmpadas halógenas, dicróicas (par20, par30, par38), tubulares, compactas. As mais usuáis hoje são de led (diodo emissor de luz).

IdeiaD Arquiteto Unidades
Entenda o Serviço

Quer ajuda do nosso arquiteto?

Preencha o formulário abaixo e escolha a undiade mais próxima de você que nosso arquiteto entrará em contato.

Outros serviços que você pode precisar

Arquitetura

Arquitetura

Arquitetura é antes de mais nada construção, mas, construção concebida com o propósito primordial de ordenar e organizar o espaço para determinada finalidade e visando a determinada intenção.

Design de Interiores

Design de Interiores

O design de interiores é uma técnica cenográfica e visual para a composição e decoração de ambientes internos (cômodos de casas, escritórios, palácios etc.). Consiste na arte de planejar e organizar espaços, escolhendo e/ou combinando os diversos elementos de um ambiente, estabelecendo relações estéticas e funcionais, em relação ao que se pretende produzir.

Paisagismo

Paisagismo

O Paisagismo vai muito além da criação de jardins e praças, trata-se de uma técnica bastante específica voltada também para a elaboração de projetos de criação ou substituição de espaços afetados por construções desordenadas.

Decoração

Decoração

O termo decoração se refere por um lado ao processo e resultado de enfeitar um determinado lugar, como uma casa, um escritório, entre outros, por outro lado, se usa também para designar o conjunto de elementos que enfeitam um ambiente determinado e à disciplina que se encarrega de estudar a melhor forma para combinar estes elementos que mencionávamos.

Pintura e Cores

Pintura e Cores

Qual a sua cor preferida? Azul, verde, amarelo, rosa? Saiba que, muito além das preferências, as cores podem desencadear vários sentimentos, e não é por acaso que existem estudos sobre seus efeitos. A cromoterapia, por exemplo, utiliza-se das cores para tratar diversos males.

Arquiteto WhatsApp